domingo, 18 de septiembre de 2016

Os pescadores da pré-história no litoral do estado do Rio de Janeiro


Dentes de tubarão-branco encontrados em sambaquis sugerem
habilidade dos povos pré-históricos para a pesca (Foto: Divulgação)

Como era a vida dos habitantes primitivos que sobreviviam da pesca na costa do estado do Rio de Janeiro, antes da chegada dos colonizadores portugueses? Mais particularmente, como eram as condições ambientais em que estavam inseridos e qual era a fauna marinha que pescavam? Um projeto de pesquisa desenvolvido na Universidade Federal Fluminense (UFF), em parceria com o Museu Nacional, vinculado à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ),

investigou os primeiros registros das pescarias pré-históricas fluminenses, nas regiões de Saquarema, Cabo Frio e Angra dos Reis. O estudo recebeu apoio da FAPERJ, por meio de um Auxílio à Pesquisa (APQ 1).

O trabalho resultou na publicação, em julho deste ano, de um artigo na renomada revista científica americana PlosOne, intitulado Path towards endangered species: prehistoric fisheries in Southeastern Brazil. “Trata-se da primeira referência documentada e ilustrada das atividades pesqueiras primitivas de toda a costa sul-americana”, destaca o oceanógrafo Orangel Aguilera, professor visitante do Instituto de Biologia da UFF e proponente do projeto contemplado pela FAPERJ. [...] planetauniversitario.com